Memorial Petronio Augusto Pinheiro
PRINCIPAL AMAZÔNIA BIOGRAFIA EMPREENDEDOR FAMÍLIA DOCUMENTOS ÁLBUM VÍDEOS AUDIOTECA LIVRO DE VISITAS
A posição do Brasil na Segunda Guerra.
-A  A+

Getúlio Vargas, simpático à Alemanha e Itália, vivia uma situação complicada, pois a América Latina, desde a segunda metade do século XIX, havia se tornado uma espécie de “quintal dos Estados Unidos da América”, pois as políticas americanas na América Latina foram intensas, como: a Doutrina Monroe, “A América Para os americanos”, e Política do Big-Sthick, “O Grande Porrete”. Getúlio foi coerente com a história e apoiou os Aliados, porém esse apoio se deu após muito diálogo, ocorrendo inclusive à aprovação de um importante acordo, Os Acordos de Washington em 1942.

  Linha do Tempo

   
   
   
   
   
   
   
   
   
    2010

  Links Relacionados

Aqui é o meu lugar.
As Grandes Secas e a Hevea
A queda abrupta do preço da borracha
Sistema Preventivo Salesiano
Da borracha ao café
A Grande Crise.
Manaus de 1937
Cosme Ferreira e as questões amazônicas.
Anos 30 - O país de costas para a Amazônia.
O Estado Novo e o desenvolvimento fabril.
As formas de contestação à censura da década de 1930.
Lições da Floresta
A História da Associação Comercial do Amazonas - ACA.
A Família Baraúna.
Segunda Guerra Mundial e a Batalha da Borracha
Grandes Pensadores e Empreendedores da Amazônia.
A Criação do INPA
O empresário Moysés Benarrós Israel
A Zona Franca de Manaus
José Ribamar Bentes Siqueira
O nascimento de Petronio Augusto Pinheiro - Uma constelação fulgurante
Quem foi Heitor Dourado
Entrevistados

  Tags

Borracha / Categoria Amazônia / Era Vargas / II Guerra Mundial / Segundo Ciclo da Borracha /

  
 
® 2012 - 2018 Memorial Petronio Augusto Pinheiro
  |  DESENVOLVIMENTO